Os KPIs mais importantes para departamentos jurídicos

O que você encontrará aqui:

Os principais indicadores de desempenho (KPIs – Key Performance Indicator) revelam até que ponto um departamento atende aos objetivos de uma empresa. Embora a divulgação de KPIs nem sempre tenha sido uma prática padrão na profissão jurídica, as expectativas mudaram. Agora, os departamentos jurídicos precisam estar estreitamente alinhados com a visão, o orçamento e as prioridades da empresa.

Infelizmente, muitas equipes jurídicas enfrentam esse novo desafio sem saber exatamente como extrair tais indicadores — muitos sequer sabem que possuem KPIs mensuráveis.

Nesse texto, exploraremos a importância de definir metas mensuráveis ​​para os departamentos jurídicos e como elas contribuem para o desempenho geral da empresa.

 

O objetivo dos KPIs

Tudo o que pode ser medido pode ser gerenciado. Essa afirmação dá uma ideia da importância dos KPIs para empresas que direcionam seus dados para a obtenção de resultados. E isso ocorre através do controle de determinadas variáveis, parâmetros e tempos. Portanto, mede-se o desempenho na execução de uma tarefa ou processo.

Por exemplo, em um procedimento judicial, poderíamos usar KPIs da seguinte forma:

  • tempo médio de determinado tipo de ação;
  • % de resultado satisfatório;
  • custos envolvidos.

O importante é ter em mente que seus KPIs devem estar intimamente ligados ao propósito fundamental do seu departamento. Vale dizer que eles devem cobrir as responsabilidades fundamentais dos departamentos jurídicos, posto que são excelentes maneiras de monitorar suas realizações mais significativas e avaliar quantitativamente o resultado da sua equipe.

E tudo isso só é possível se a empresa criar um ecossistema que permita medir cada uma das ações. Somente assim você será capaz de gerenciá-los, melhorar a produtividade, gerar novos fluxos de trabalho etc. Num primeiro passo, portanto, deve-se aprofundar em quais KPIs queremos medir, como obteremos essas informações e, por fim, que utilidade eles terão para seu negócio.

 

Os KPIs relevantes para o departamento jurídico

Não existe uma lista fechada de KPIs para todas as equipes jurídicas, mas há alguns que são comumente usados — cada negócio é único e possui suas próprias características.

Compilamos abaixo uma lista de possíveis KPIs ​​do departamento jurídico que você pode usar para monitorar o desempenho dos negócios.

  • Custos: Goste ou não, advogados internos são vistos como um centro de custos. Por isso é importante saber se o seu orçamento é adequado para a sua equipe, para que você possa não apenas justificar tais gastos, mas também demonstrar o retorno do investimento que dele decorre.
  • Riscos: Outra métrica que devem ser consideradas é a quantidade de dinheiro economizado por seu departamento jurídico devido a responsabilidades e riscos evitados. Este KPI contribuiu muito para ajudar uma empresa a antecipar riscos, quantificando e analisando métricas relacionadas aos casos em andamento e resolvidos, garantindo que o departamento jurídico se firme como um parceiro estratégico de negócios.
  • Êxito: Após monitorar os custos e os riscos envolvidos, é crucial avaliar a taxa de sucesso dos processos. Esta avaliação deve ser a mais abrangente possível, considerando as hipóteses de procedência ou improcedência, a taxa de sucesso na execução de acordos, a taxa de reversão em instâncias superiores etc. Referidos indicadores são vitais para gerenciar o desempenho jurídico do departamento de forma eficiente.
  • Tempo de resposta: Não são apenas os gastos com os profissionais jurídicos que precisam ser monitorados. É necessário monitorar também o tempo de conclusão dos fluxos de trabalho para compreender a eficiência do funcionamento de seu departamento. Ter essas informações prontamente disponíveis é útil para estimar provisões e definir expectativas razoáveis ​​com seus executivos e parceiros de negócios.
  • Tipos de contratos: Ampliando ainda mais, você pode acompanhar quanto custa cada tipo de contrato. Desse modo é possível descobrir que está se perdendo tempo com algum tipo de contrato, que exige muito mais tempo e esforço do que seu valor estipula. Isso pode ajudá-lo a encontrar formas para agilizar seu processo de gerenciamento e recuperar tempo que pode ser gasto em contratos mais complexos e de maior valor.
  • Litigiosidade: A análise de recorrência da litigiosidade pode ser realizada de duas maneiras: uma abordagem de negócios, levando em conta fatores como localização geográfica, tipos de produtos e serviços envolvidos, cargos e funções das partes, entre outros; e uma abordagem jurídica, considerando aspectos como temas mais recorrentes ou decisões contrárias a determinadas ações.

 

Obtenha vantagem competitiva

Todo departamento jurídico interno moderno deveria usar essas métricas para uma melhor visão geral do trabalho realizado, suporte ao cliente e cumprimento de metas e objetivos para garantir uma melhor gestão.

Para obter insights imediatos sobre as principais métricas e dados jurídicos você pode contar com a Legal Insights. Nós fornecemos uma visão geral fácil de compreender do desempenho do seu departamento, para que você possa tomar decisões baseadas em dados e realizar ações bem-informadas.

Comece hoje mesmo a melhorar seus níveis de produtividade, gerenciar seus riscos e revisar seus procedimentos. Entre em contato conosco!

Compartilhe
Este conteúdo foi escrito por
Equipe Legal Insights
Equipe Legal Insights

Receba nossos conteúdos

🔒 Seus dados estão 100% protegidos e jamais serão compartilhados. Ao se cadastrar, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Fale com um especialista

Ao enviar você concorda com nossa Política de Privacidade.
Podemos te ajudar?